Toshokan Sensou (Library War)

Toshokan Sensou Library War
A história original, inspirada pela “Declaração de Liberdade Intelectual nas Bibliotecas”, da autoria da Associação de Bibliotecas do Japão, contou com 4 volumes da coleção principal (Toshokan Sensou; Toshokan Nairan; Toshokan Kiki e Toshokan Kakumei), publicados pela japonesa MediaWorks entre fevereiro de 2006 e novembro de 2007, aos quais se juntaram depois mais dois volumes com material extra – uma coleção que ficou conhecida como Bessatsu Toshokan Sensou, publicada pela ASCII MediaWorks entre abril e agosto de 2008.

Os livros de Arikawa serviram ainda de inspiração a duas coleções de mangá: uma na versão shoujo com arte de Yumi Kiiro, lançada na revista Lala em setembro de 2007 e finalizada em dezembro de 2014 (tendo sido lançada a coleção em 15 tankoubon, entre abril 2008 e junho 2015); entre janeiro e junho de 2008 surgiu também uma versão shounen (aparentemente descontinuada) na revista Dengeki Daioh, com arte de Furudori Yayoi.

Os dois volumes de Bessatsu Toshokan Sensou também têm a sua adaptação para Mangá, a cargo igualmente de Yumi Kiiro, com o título Toshokan Sensou: Love & War Bessatsu Hen (lançada na revista Lala desde março de 2015).

A série em anime passou no bloco noitaminA da Fuji TV, entre 10 de abril e 26 de junho de 2008, e reconta alguns dos acontecimentos dos três primeiros volumes de Toshokan Sensou. Foi uma produção do Studio 9 da Productions I.G (Ghost in the Shell: SAC; Seirei no Moribito; Higashi no Eden) e contou com a direcção de Takayuki Hamana (Mushibugyou; Tennis no Ouji-sama; Wellber no Monogatari; Appleseed XIII), series composition de Kenji Konuta (Servamp; Dia no Ace; Blood Lad), character design de Satoru Nakamura (A Wind Named Amnesia; Higashi no Eden; Rakushou!; Hyper Doll) e música de Yuugo Kanno (Ajin; Birdy the Mighty Decode; JoJos Bizarre Adventure: Stardust Crusaders; D.C.: Da Capo; Psycho-Pass).

Como forma de divulgação do anime foram transmitidos (em abril de 2008) dois shows de rádio pela internet com a participação de Tomoaki Maeno, Marina Inoue, Tatsuhisa Suzuki e Miyuki Sawashiro, que dão voz a algumas das principais personagens da história.

Com o lançamento da série em DVD (em outubro de 2008), foi disponibilizado também um episódio inédito (Toshokan Sensou: Koi no Shougai, também conhecido como Library War: Situation Love Handicap) e, mais tarde, em 16 junho 2012 estreou o filme Toshokan Sensou: Kakumei no Tsubasa (também conhecido como Library War: The Wings of Revolution), que finaliza a história original.

Além das versões em mangá e anime, Toshokan Sensou foi também adaptado para o cinema, com três live-action até ao momento, que mantêm os pontos principais da trama, embora apresentem desvios substanciais da história original: Toshokan Sensou (27 de abril de 2013); Toshokan Sensou: Book of Memories (5 de outubro de 2015; especial de TV transmitido pela TBS) e Toshokan Sensou: The Last Mission (10 de outubro de 2015) – todos realizados por Shinsuke Sato (Sunadokei; Gantz; Bleach) e protagonizados por Nana Eikura e Junichi Okada.

Os acontecimentos de Toshokan Sensou desenrolam-se num enquadramento histórico alternativo do Japão, em 2019 (ano 31 da era ficcional Seika).
No último ano da Era Shouwa, uma lei conhecida como Lei de Melhoramento dos Média foi aprovada, embora nunca tenha sido tornado público o processo que lhe deu origem. A sua proposta era reprimir todas as formas de expressão que constituíssem uma violação aos direitos humanos e perturbassem a ordem pública e as noções de moralidade.
Tendo superado a oposição, que argumentava que a censura era inconstitucional, a lei foi escrita de forma vaga e deixava muito espaço para interpretação. Na verdade, parecia mesmo deixar propositadamente os princípios da censura ao cuidado dos caprichos dos seus executores. Os regulamentos internos e normas de aplicação relacionadas com a censura poderiam ser suplementados consoante as necessidades dos censores. Esse poder arbitrário foi atribuído a um comité executivo (Comité de Melhoramento dos Média, fortemente militarizado) que gozava de um extraordinário nível de autonomia. O resultado foi a repressão da liberdade de expressão às mãos da censura institucionalizada.

As bibliotecas, sob a jurisdição dos governos locais, enfrentaram abertamente o governo central, fazendo entrar em vigor a “Lei de Liberdade das Bibliotecas” – um instrumento que lhes permitiria fazer frente ao CMM e cujos principais pontos são:
1 – As bibliotecas têm o direito de recolher materiais livremente.
2 – As bibliotecas têm o direito de disponibilizar materiais livremente.
3 – As bibliotecas protegem a liberdade dos seus utilizadores.
4 – As bibliotecas opõem-se a toda a censura.
Quando a liberdade da biblioteca é posta em causa, os bibliotecários devem unir-se e lutar até ao fim para protegê-la.

A história do conflito é violenta e o recurso ao uso de armas de fogo foi introduzido desde cedo, tendo as bibliotecas sido forçadas a criar a sua própria tropa de elite e a garantir que, apesar de a avassaladora maioria dos candidatos a novos bibliotecários manifestarem a intenção de assumir cargos mais tradicionais, todos passam obrigatoriamente pelo treino intensivo de combate na Força de Defesa da Biblioteca.

30 anos após a entrada em vigor da nova lei, Kasahara Iku concretizou o sonho de se tornar membro da Força de Defesa da Biblioteca e enfrenta treinos militares exigentes diariamente. Quando ainda era estudante, viu-se envolvida num confronto com elementos do Comitê de Melhoramento dos Média ao tentar impedir que um livro fosse apreendido. Tendo sido ajudada por um membro da FDB, fica impressionada pelo seu sentido de justiça e pela possibilidade de proteger os livros da censura. Nesse momento, ainda que não se lembre do rosto do seu salvador, toma a decisão de seguir os seus passos, tornando-se a primeira mulher a integrar a tropa de elite da FDB e participando na luta pela reconquista da liberdade de expressão.

OVA : Toshokan Sensou: Koi no Shougai é um episódio que não foi transmitido, tendo sido apenas disponibilizado a 1 de Outubro de 2008, na 3ª das 5 compilações em DVD lançadas da série, junto com os episódios 6 (que apresenta conteúdo inédito, exclusivo da versão anime) e 7. Foi incluído posteriormente também na box Blu-Ray que assinalou a estreia do longa-metragem “Toshokan Sensou: Kakumei no Tsubasa”, em Junho de 2012.

Parte dos acontecimentos presentes em “Toshokan Sensou: Koi no Shougai” foram igualmente retratados numa versão live-action que estreou como especial de TV na TBS – “Toshokan Sensou: Book of Memories” (5 de Outubro de 2015), realizado por Sato Shinsuke.

A história segue uma amiga de infância de Komaki Mikihisa, Nakazawa Marie, que desenvolveu uma incapacidade auditiva e se vê alvo de um molestador. O episódio relata ainda a captura de Komaki pelo Comitê de Melhoramento dos Média, que o tortura sob a acusação de ter violado os direitos de Marie, ao recomendar um livro em que a protagonista tem uma deficiência auditiva – uma atitude desadequada e reprovável, aos olhos do CMM.

Além de nos mostrar mais detalhes importantes da narrativa original de Toshokan Sensou, este OVA é muito interessante em termos de escolhas de reestruturação e valorização da história e dos personagens (o que acontecerá de forma ainda mais vincada na adaptação live-action correspondente). Ao contrário do que acontece nos textos de Arikawa (bem como na adaptação manga, versão shoujo), o ataque a Marie-chan acontece antes da detenção de Komaki – o que, na minha opinião (Dee Garcia), ajuda a salientar a evolução e maturidade da personagem, dando mais credibilidade à inversão de papéis que ocorre aquando do resgate de Komaki (Marie como salvadora, protetora / Komaki como vítima).

Para os mais curiosos, “Koi no Shougai” é também o título do capítulo 2 de Toshokan Nairan (segundo volume da coleção original), momento do texto de Arikawa onde é descrito o incidente entre Komaki e o CMM (corresponde ao volume 5 da adaptação manga de Kiiro Yumi – capítulos 21 a 23). Arikawa regressa a esta parte da história na colecção de livros extra, acrescentando mais detalhes da interação entre as personagens.
O ataque a Marie e a posterior captura do molestador ocorrem no primeiro capítulo de Toshokan Kiki (terceiro volume da coleção de light-novels), dividindo-se entre o final do volume 8 (capítulo 38) e início do volume 9 (capítulo 39) da adaptação manga (shoujo).
Mais uma curiosidade: Raintree no Kuni (conhecido como The Land of Rain Trees ou World of Delight), o livro ficcional mencionado neste momento da história de Toshokan Sensou, acabou por ser posteriormente escrito e publicado na realidade por Arikawa Hiro, tendo sido também adaptado numa versão cinematográfica que estreou em Novembro de 2015, com a direção de Miyake Yoshishige e com Tamamori Yuta e Nishiuchi Mariya nos principais papéis.

OBS : Assistam depois ao movie : Toshokan Sensou: Kakumei no Tsubasa.

TRAILER

SITE OFICIAL

Outros Títulos : —–
Categoria : Série + OVA
Episódios : 12+1
Ano : 2008
Criador Original : Hiro Arikawa
Diretor : Takayuki Hamana
Estúdio : Production I.G
Duração : 22 min
Gênero : Ação / Comédia / Romance / Drama
Fansub : Hinata-Sou
Resolução : 1920 x 1080
Formato : MKV (BD-Rip)
Áudio : Japonês
Legenda : Português-BR (softsub)
Tamanho : 400 MB
Servidor : Mega
Uploader : Malkav

DOWNLOAD

MEGA

====================

.

Deixe uma resposta