Galaxy Express 999 – Movie 1

Galaxy Express 999 Movie 1 00
Galaxy Express 999 é um mangá escrito e desenhado por Leiji Matsumoto [Yamato (Patrulha Estelar) / Captain Harlock / Queen Emeraldas / Submarine Super 99 / INTERSTELLA 5555 / The Cockpit / Cosmo Warrior Zero / Ozuma], assim como as séries, movies e especias em anime. Matsumoto se inspirou para criar Galaxy Express 999 na a ideia de um trem a vapor que atravessa as estrelas da novela Estrada de Ferro Galactic de Kenji Miyazawa.

No Movie de 1979 é uma compilação da história contada no mangá e na série de TV com algumas modificações.

Num planeta Terra futurista onde a raça humana convive lado a lado com seres cibernéticos, Tetsuro, um jovem rapaz, vê a sua mãe ser assassinada pelo sanguinário Conde Mecha, um ser humano portador de um corpo-máquina que lhe confere a imunidade às doenças e ao envelhecimento. Tetsuro torna-se um vadio das ruas de Megalopolis, mantendo acesa a esperança de, um dia, conseguir juntar dinheiro para embarcar no lendário comboio inter-espacial Galaxy Express 999 (pronuncia-se “three-nine” e não “novecentos e noventa e nove”) de modo a que consiga chegar ao planeta Andromeda, onde se distribuem gratuitamente corpos mecânicos tão poderosos como o de Conde Mecha.

Um dia, Tetsuro tenta roubar um passe para o cobiçado comboio, e é durante a sua fuga que é salvo por Maetel, uma mulher de uma serenidade e de uma beleza divinais que, porém, é estranhamente reminiscente da sua mãe. Ao tomar conhecimento da história do jovem rapaz, Maetel oferece-lhe um passe para o Galaxy Express 999, com a única condição de que ela o acompanhe como guia. Tetsuro aceita e embarca assim numa viagem que, mais do que um simples percurso pelo universo, representará o seu crescimento pessoal à medida que vai conhecendo personagens que o marcarão, situações que o colocarão à prova e a realidade por vezes amarga da vida.

TRAILER

SITE OFICIAL

Outros Títulos : Ginga Tetsudou 999
Categoria : Movie
Episódios : 1
Ano : 1979
Criador Original : Leiji Matsumoto
Diretor : Rintaro
Estúdio : Oh! Production
Duração : 128 min
Gênero : Ação / Aventura / Drama / Ficção
Fansub : TNNAC
Resolução : 704 x 400
Formato : MKV (DVD)
Áudio : Japonês
Legenda : Português-BR (hardsub)
Tamanho : 998 MB
Servidor : Mega
Uploader : Malkav

DOWNLOAD

MEGA

====================

.

Uma ideia sobre “Galaxy Express 999 – Movie 1

  1. PODE CONTER SPOILER

    Particularmente, Galaxy Express 999 é a obra mais controversa de Leiji Matsumoto. Ela consegue, ao mesmo tempo, ser ambiciosa, com os crossovers e os plot-twists característicos do autor, querendo passar a impressão de uma história grandiosa e que deve ser levada a sério, mesmo com os elementos “non-sense”; simplista, no sentido de utilizar como peça central um trem (quer algo mais Século XX que isto? rsrsrs), que flutua e pode viajar pelo espaço como se fosse foguete ou nave, mas que, na prática, é só um elemento utilizado como gatilho para o desenrolar dos acontecimentos e, talvez, meramente simbólico (diferente de Yamato, por exemplo); e, ainda, consegue ser polêmica, tentando forçar situações com o garoto que, sinceramente, beiram o shotacon (posso estar exagerando, mas é a impressao que me passa), como a relação inexplicavelmente fraterna e íntima entre Tetsurou e Maetel (com o primeiro enxergando a mãe na segunda), a ousada cena dele com a mulher de cristal e, ainda, a cena da ciborgue de Plutão; fora o fato de forçar atitudes adultas no garoto.

    Por tudo isso, aliado aos eventos do filme aparentemente rushados para caber em 2 horas e até mesmo um pouco superficiais que dificultam a criação de empatia entre os personagens, além do enredo audacioso mas que herda características não muito atraentes de uma produção dos anos 70, definitivamente o conjunto da obra não consegue convencer e não funciona como deveria, pelo menos para mim, fazendo me perguntar “como esta obra fez tanto sucesso no Japão, ao ponto de ser a obra mais cultuada de Leiji Matsumoto por lá?”

    Contudo, os personagens, a boa trilha sonora e até mesmo uma animação razoavelmente consistente e bem feita para época (ainda mais considerando que foi a Toei que produziu, sabendo que hoje em dia ela é tão banalizada) além de um universo (enquanto enredo) que só uma história de Leiji Matsumoto poderia oferecer (além do contraponto entre ciborgues e humanos, vale ressaltar que o final é um pouco mais interessante mas, particularmente, não compensa como um todo), talvez valha a pena quem é fã das obras dele, como Space Battleship Yamato/Patrulha Estelar, Capitão Harlock ou Queen Emeraldas (estes dois últimos presentes neste filme), ou para um entusiasta com um pouco de coragem, dar uma olhada.

Deixe uma resposta